Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Administração > Conselhos > ConsEPE > Recomendações > Recomendação Nº 06 - Verificar a viabilidade de criação da Escola de Idiomas da UFABC
Início do conteúdo da página

Recomendação Nº 06 - Verificar a viabilidade de criação da Escola de Idiomas da UFABC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
Fundação Universidade Federal do ABC
Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão – ConsEPE
Av. dos Estados, 5001 • Bairro Bangu • Santo André - SP
CEP 09210-580 • Fone: (11) 4437.8541
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

RECOMENDAÇÃO CONSEPE Nº 6, DE 24 DE MARÇO DE 2014.

O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (ConsEPE) DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (UFABC), no uso de suas atribuições e considerando as discussões ocorridas em sua II sessão ordinária de 2014, realizada em 18 de março de 2014, e ainda:

• os dispostos nos artigos 5º e 6º do Estatuto da UFABC; e
• a necessidade de expansão do ensino de idiomas na UFABC;

RECOMENDA à Reitoria que institua, sob a coordenação da Assessoria de Relações Internacionais (ARI), um Grupo de Estudo para verificar a viabilidade de criação da Escola de Idiomas da UFABC (EIUFABC), com a seguinte composição, considerando-se titular e suplente para cada representação, sob a presidência do primeiro:

I. um representante da ARI, por ela indicado;
II. um representante da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx), por ela indicado;
III. um representante da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Políticas Afirmativas (ProAP), por ela indicado;
IV. três membros da comunidade universitária com formação em Letras e/ou experiência no ensino de idiomas, indicados pelo ConsEPE;
V. um representante docente, indicado pelo ConsEPE;
VI. um representante técnico-administrativo, indicado pelo ConsEPE;
VII. um representante discente de graduação, indicado pelo ConsEPE;
VIII. um representante discente de pós-graduação, indicado pelo ConsEPE; e
IX. um servidor técnico-administrativo, indicado pela Prefeitura Universitária (PU), que possa atuar como interface dos funcionários terceirizados;

com objetivo de elaborar relatório a ser encaminhado ao Conselho Universitário (ConsUni), ao ConsEPE e à Reitoria, e ainda, considerando o quadro atual de políticas de idiomas desenvolvidas pela ARI, estudar:

I. a ampliação da oferta de cursos de idiomas e da abrangência das políticas de idiomas, identificando critérios de distribuição de vagas, inscrição e seleção de alunos e instrutores, bem como os objetivos das políticas de idiomas para futuros projetos;
II. as demandas de estrutura física, orçamentária e de pessoal para a criação da EIUFABC;
III. a realização de acordos e parcerias, a fim de ampliar a oferta de vagas e de cursos de idiomas;
IV. os canais de diálogo com a comunidade universitária, a fim de propiciar melhor divulgação dos projetos em curso e futuros, criando um canal de diálogo direto e interativo com a comunidade, por meio de página própria, vinculada ao site da UFABC.


Klaus Capelle

Presidente









Registrado em: Recomendações
Fim do conteúdo da página