Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Histórico

A aquisição do terreno

Em 03 de dezembro de 2009, o Município de São Bernardo do Campo, representado pelo Prefeito Luiz Marinho, e a Fundação Universidade Federal do ABC – UFABC, representada pelo Reitor Adalberto Fazzio, registraram no Cartório do Primeiro Tabelião de Notas da Comarca de São Bernardo do Campo – Estado de São Paulo, Livro 520, Páginas 134/138, a Escritura Pública de Venda e Compra do terreno destinado à construção do campus São Bernardo do Campo.

Este imóvel é composto por quatro áreas, conforme descrição existente na matrícula exposta: a área “A”, de 17.972,37 m², havida em área maior, por meio de Carta de Adjudicação registrada sob nº 01 na Matrícula nº 54.103, que deu origem à matrícula nº 111.849 com a metragem ora alienada, do 1º Oficial de Registro Imobiliário da Comarca de São Bernardo do Campo; a área “B”, de 24.123,00 m², havida em área maior por meio de Escritura de Desapropriação, transcrita sob nº 19.204, a qual foi desmembrada dando origem à matrícula nº 111.851, do 1º Oficial de Registro Imobiliário da Comarca de São Bernardo do Campo; a área “C”, de 41.827,00 m², havida em área maior, por meio de Escritura de Desapropriação, transcrita sob nº 19.204, a qual foi desmembrada dando origem à matrícula nº 111.853 com a metragem ora alienada, ambas do 1º Oficial de Registro Imobiliário da Comarca de São Bernardo do Campo; e a área “D”, de 36.427,00 m², havida em área maior por meio de Escritura de Permuta, transcrita sob nº 13.935, a qual foi desmembrada dando origem à matrícula nº 111.855, ambas do 1º Oficial de Registro Imobiliário da Comarca de São Bernardo do Campo. A somatória destas áreas totaliza um terreno de 120.349,37 m², localizado nas margens da Via Anchieta.

Vista do terreno em 2009
Vista do terreno em 2009

O terreno apresentou as seguintes vantagens para a localização da nova sede da universidade: localização privilegiada, ligação facilitada com rodovias, fácil acesso aos aeroportos, acesso a meios de transporte público, proximidade com o comércio, disponibilidade de cabeamento de fibra ótica e demais infraestruturas, características do zoneamento, dentre outras vantagens.

A elaboração do Projeto

O projeto do campus foi licitado por meio do Edital de convocação de 05 de setembro de 2008, que tinha como objeto a contratação de pessoa jurídica especializada para a elaboração de estudo preliminar, projetos básicos e projetos executivos de urbanismo, arquitetura, fundações e estruturas, além de projetos complementares e a aprovação dos projetos nos órgãos públicos competentes, com a obrigação de direitos Autorais Patrimoniais a eles relativos, necessários para a implantação do campus da Fundação Universidade Federal do ABC em São Bernardo do Campo, com área de aproximadamente 20.000 m², em terreno de 120.349,37 m², localizado na Marginal Esquerda da Via Anchieta, altura do Km 17.

Todas as diretrizes para a implantação do campus, do ponto de vista urbanístico, edilício, de saneamento ou ambiental, foram previamente definidas pelo Edital de Licitação elaborado pela UFABC.

Em 17 de dezembro de 2008, o escritório vencedor da licitação, Benno Perelmutter Arquitetura e Planejamento Ltda, firmou contrato para a prestação de serviços de elaboração de projetos completos para a implantação do campus da Fundação Universidade Federal do ABC em São Bernardo do Campo.

Imagens do projeto elaboradas pelo escritório Benno Perelmutter em 2009
Imagens do projeto elaboradas pelo escritório Benno Perelmutter em 2009

O conjunto arquitetônico projetado era composto por oito edifícios principais e demais edifícios auxiliares, totalizando 27.094,43 metros quadrados de área construída. Em sua concepção original, o Campus São Bernardo do Campo contemplava: o Bloco Alfa – Salas de Aula e Laboratórios Didáticos; Bloco Beta – Auditórios, Biblioteca e Administração; Bloco Gama – Refeitório e Manutenção; Bloco Delta – Laboratórios de Pesquisa; Bloco Epsilon – Portaria; Bloco Ômega – Laboratórios de Engenharia; Bloco Biotério e Bloco Herbário.

Dentre os Blocos Auxiliares e Anexos Complementares foram projetados: Cabine Primária de Energia Elétrica, Subestação de Energia do Bloco Alfa, Subestação de Energia do Bloco Beta, Torre e Reservatórios Elevados, Reservatório Subterrâneo de Captação de Água de Reuso, Reservatório Subterrâneo de Retardo, Central de Gases do Bloco Alfa, Central de Gases do Bloco Delta, Central de Gases do Bloco Ômega, Vestiários da Quadra Poliesportiva, Abrigo de Lixo e Abrigo de Gás GLP.

O Campus e seus acessos

Acesso 1 – Alameda da Universidade (antiga Av. São Paulo):
Trata-se do acesso principal do campus, projetado para ser utilizado como acesso de pedestres, de automóveis e das linhas de transporte coletivo entre os campi da universidade.

Acesso 2 - Rua Arcturus:
Este portão foi construído para uso provisório, com o objetivo de facilitar o acesso ao Bloco Alfa, durante a fase em que os demais Blocos ainda se encontravam em construção. Também é destinado para o acesso à cabine primária, pela concessionária de energia elétrica. Atualmente, este portão é muito utilizado, pois possibilita o acesso aos restaurantes e comércio local, além de facilitar o caminho até as vias principais, pois fazem parte dos itinerários dos transportes públicos.

O partido arquitetônico

Junto à Alameda da Universidade está localizado o Bloco Epsilon que é a portaria do campus. Por este, é possível o acesso de pedestres, deixados por caronas ou vindos do transporte público. Também está localizado o ponto de parada das linhas de ônibus entre os campi da UFBAC e é realizado o acesso dos automóveis ao campus. O campus é circundado por um viário com sentido de mão única, acompanhado de uma ciclovia e passeios de pedestres. Há a disposição de seis bolsões de estacionamento de veículos de modo a diminuir o deslocamento das caminhadas até os Blocos. Existem bicicletários distribuídos estrategicamente junto aos Blocos. Devido ao Termo de Compromisso e Responsabilidade Ambiental, firmado junto à Secretaria de Gestão Ambiental do Município de São Bernardo do Campo, o campus é envolvido em uma grande área verde coberta pelo plantio de árvores de espécies nativas da região. O acesso de pedestres é direcionado a uma escadaria que leva diretamente a Praça Cívica, local onde são promovidos os eventos da universidade e que está envolvido pelos Blocos Alfa – Salas de Aula e Laboratórios Didáticos; Bloco Beta – Auditórios, Biblioteca e Administração; Bloco Gama – Refeitório e Manutenção; e Bloco Delta – Laboratórios de Pesquisas. Pela portaria ainda é possível caminhar pelos passeios e ciclovia que circunda o campus e chegar aos Blocos mais periféricos: Bloco Ômega – Laboratórios de Engenharia; Bloco Herbário; e Bloco Biotério.
Ao longo da execução do projeto arquitetônico, alterações ocorreram em relação à concepção original para atender as novas demandas, não previstas inicialmente, ou exigências técnicas, como: a alteração do posicionamento do Bloco Ômega; o projeto da construção dos Blocos Alfa 2 (atual Bloco Tau) e Zeta; o desenvolvimento do projeto do Hangar (renomeado para Bloco Pi); o projeto do Centro de Convivência (renomeado para Bloco Capa); o projeto de uma portaria de pedestres na Via Anchieta; e a Urbanização do Bosque da UFABC.

O início das atividades em São Bernardo do Campo

Como as obras de construção do campus tinham a previsão de que levariam algum tempo para serem concluídas, as atividades em São Bernardo do Campo foram iniciadas em uma edificação provisória, denominada Bloco Sigma. Inaugurado no dia 24 de maio de 2010 com a aula magna do ex-Reitor Alberto Fazzio, juntamente com a presença do Reitor Helio Waldman e do prefeito do município de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, o prédio se tratava de um antigo colégio, localizado na Rua João Pessoa, número 59, denominado Colégio Salete. Este foi preparado para o atendimento a 400 estudantes, sendo 200 do bacharelado em Ciência & Tecnologia e a outra metade do bacharelado em Ciências & Humanidades.
A medida em que avançavam as obras, foram sendo realocados os cursos e as atividades do Bloco Sigma para o novo campus. Em 2012, em consequência da finalização da construção do primeiro edifício do campus, o Bloco Alfa, foram iniciadas as atividades acadêmicas no novo campus São Bernardo do Campo.

As obras de construção do campus

Em 25 de agosto de 2009, o Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, juntamente com o Ministro da Educação, Fernando Haddad, participaram da cerimônia de lançamento da pedra fundamental no terreno destinado à construção do novo campus São Bernardo do Campo da UFABC. Nesta cerimônia estavam presentes o Reitor Adalberto Fazzio, o Prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, e membros da comunidade acadêmica.

Cerimônia de lançamento da pedra fundamental em 2009
Cerimônia de lançamento da pedra fundamental em 2009

Com o Projeto Básico concluído em 2009, a UFABC promoveu um processo licitatório que resultou na contratação da empresa Schunck Terraplenagem e Transportes Ltda para a execução das obras de terraplenagem, drenagem e paisagismo de proteção do terreno.

Vistas do terreno com o início das obras de terraplenagem em 2010
Vistas do terreno com o início das obras de terraplenagem em 2010

Após requerer na justiça a eliminação das razões de sua desclassificação do processo licitatório, o contrato com a empresa anterior teve de ser rescindido e, em agosto de 2010, a UFABC firmou contrato com a empresa Semenge S/A Engenharia e Empreendimentos para dar continuidade à execução das obras de terraplenagem, drenagem e paisagismo de proteção do terreno.

Vistas do terreno com a continuidade das obras de terraplenagem em 2010
Vistas do terreno com a continuidade das obras de terraplenagem em 2010

Em 2009, a UFABC promoveu um processo licitatório que resultou, em dezembro de 2009, na contratação da Construtora JWA Construção e Comércio Ltda para a realização das obras de infraestrutura e edificações dos Blocos Alfa, Epsilon e implantação.

Vistas do Bloco Alfa com o início das obras em 2010
Vistas do Bloco Alfa com o início das obras em 2010

Em setembro de 2010, como resultado de um novo processo licitatório, foi firmada a contratação da Construtora Hudson Ltda. para a execução das obras de construção dos Blocos Beta, Gama, Delta, Ômega, Biotério, Herbário, Urbanismo Complementar e Anexos.

Vistas do início das obras dos Blocos Gama (à esquerda), Delta (ao centro) e Beta (à direita) em 2011
Vistas do início das obras dos Blocos Gama (à esquerda), Delta (ao centro) e Beta (à direita) em 2011

No dia 18 de agosto de 2011 foi formalizada a entrega do primeiro prédio do campus São Bernardo do Campo à Reitoria, o Bloco Alfa, e em 2012, foram iniciadas as aulas e atividades acadêmicas neste prédio, enquanto os demais Blocos ainda se encontravam em construção.

Vista do Bloco Alfa entregue em 2011
Vista do Bloco Alfa entregue em 2011

Em 2012 o contrato da UFABC com a Construtora JWA Engenharia Ltda. foi finalizado, tendo sido concluídos, no período 2010-2012, os Edifícios Alfa, parte do Epsilon, Cabine Primária de Energia, Subestação de Energia do Bloco Alfa, Central de Gases do Bloco Alfa, Abrigo de Lixo, Torre Elevada e Reservatórios, Reservatório Subterrâneo de Reuso, Reservatório de Retardo e parte da implantação do campus, contemplando estacionamentos e vias internas.

No final do ano de 2011, o Conselho Universitário da UFABC definiu, por meio de sua Resolução nº 76, transferir, a partir de 2012, três novos cursos para o Campus São Bernardo do Campo. A Engenharia Aeroespacial, a Bioengenharia e a Engenharia de Gestão. Além da criação de outros dois novos cursos, Relações Internacionais e Bacharelados em Planejamento Territorial, juntamente com a transferência do curso de Biomédica para o Campus Santo André.

Em dezembro de 2011, como resultado de um novo processo licitatório promovido pela UFABC, foi firmada a contratação da empresa Construtora Hudson Ltda. para a elaboração de projetos executivos e a execução das obras para a construção dos Blocos Alfa 2 (atual Bloco Tau) e Zeta.

Vistas dos Blocos Alfa 2 (Tau) e Zeta com o início das obras em 2012
Vistas dos Blocos Alfa 2 (Tau) e Zeta com o início das obras em 2012

Em dezembro de 2013, devido à necessidade de adequações ocasionadas pelas mudanças com relação ao projeto inicial do campus, a UFABC firmou a contratação, resultante de um novo processo licitatório, da Construtora Hudson Ltda. para a execução das obras para a conclusão do sistema viário, drenagem, fechamento de divisa e contenção, paisagismo, pórtico da entrada principal, proteção ao intemperismo de acessos e vãos em edificações do campus.

Vistas do início das obras de complementação do viário do campus em 2014
Vistas do início das obras de complementação do viário do campus em 2014

Em 04 de dezembro de 2013, em uma solenidade com a presença do Ministro de Estado da Educação, Aloizio Mercadante, do Reitor, Helio Waldman, e do Prefeito do Município de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, foi inaugurado o Campus São Bernardo do Campo, onde se encontravam em funcionamento os Blocos Alfa, Alfa 2 (Tau), Beta, Gama e Epsilon.

Cerimônia de inauguração do Campus São Bernardo do Campo em 2013
Cerimônia de inauguração do Campus São Bernardo do Campo em 2013

Vistas do Campus São Bernardo do Campo inaugurado em 2013
Vistas do Campus São Bernardo do Campo inaugurado em 2013

Em 2013, cerca de 17 mil metros quadrados (envolvendo salas de aula, laboratórios, refeitório, áreas administrativas e espaços de convivência) estavam disponíveis para toda a comunidade universitária do campus de São Bernardo do Campo, o que possibilitou a transferência das atividades acadêmicas que eram desenvolvidas no Bloco Sigma.

Em 2013/2014, foi efetivada a entrega do Bloco Delta à comunidade acadêmica para o início das atividades de pesquisa nos laboratórios e a entrega das salas destinadas aos docentes.

Vistas do Bloco Delta entregue em 2014
Vistas do Bloco Delta entregue em 2014 

Em 2013, a UFABC realizou um novo processo licitatório que resultou, em janeiro de 2014, na formalização do contrato com a empresa Araucária Ar Condicionado Ltda. – ME para a instalação dos sistemas de climatização, ventilação e exaustão nos laboratórios do Bloco Ômega.

Em 2014, a UFABC realizou um novo processo licitatório que resultou, em dezembro de 2014, na formalização do contrato com a empresa Enclimar Engenharia de Climatização Ltda. para a instalação de sistemas de climatização, ventilação e exaustão no Biotério Central.

Em 2015, foi efetivada a entrega do Bloco Ômega à comunidade acadêmica para o início das atividades de pesquisa nos laboratórios.

Cerimônia de entrega do Bloco Ômega em 2015
Cerimônia de entrega do Bloco Ômega em 2015

Em 2016, foi efetivada a entrega do Herbário para o início das atividades de pesquisa.

Vistas do Herbário entregue em 2016
Vistas do Herbário entregue em 2016

Em 2016, foi verificado pelos professores que a instalação de uma Casa de Vegetação, construída com paredes e coberturas translúcidas em policarbonato seria necessária para o desenvolvimento adequado das pesquisas. A UFABC realizou um novo processo licitatório que resultou, em novembro de 2016, na formalização de um contrato com a empresa Van Der Hoeven Estufas Agrícolas Ltda. para o fornecimento de uma nova Casa de Vegetação, construída em policarbonato e equipada com sistemas automatizados de ventilação, umidificação e irrigação.

Em 2016, devido à diminuição do ritmo de execução das obras e de inúmeras inadimplências por parte da empresa Construtora Hudson Ltda., foi realizado o encerramento dos contratos vigentes com esta empresa.
Para dar continuidade às obras de implantação e complementação do Campus São Bernardo do Campo, a UFABC realizou um novo processo licitatório que teve como vencedora a empresa MPD Engenharia Ltda.. Esta contratação teve o objetivo de possibilitar a execução dos principais serviços necessários para a disponibilização dos espaços que faltavam à comunidade acadêmica, como o Bloco Zeta, áreas de estacionamento, a finalização da portaria e o fechamento do campus com gradis e portões. Foi contratada a instalação de sistemas de climatização, ventilação e exaustão de capelas nos laboratórios do Bloco Zeta. Também foram contratados serviços, em atendimento às demandas levantadas pela comunidade por meio do programa CONVIVA, que teve como objetivo discutir ações de melhoria e requalificação dos espaços de convivência do campus. Além destes, foram contratados alguns serviços de correção de infiltrações, que não estavam sendo atendidos em garantia pela contratada anterior, com o objetivo de que fossem executados os reparos necessários e cobrados os respectivos custos da empresa responsável.

Vista do campus em março de 2016
Vista do campus em março de 2016

Em 2017, foi efetivada a entrega do Viário, Estacionamentos e Paisagismo do campus à comunidade acadêmica para o início da utilização dos espaços. A finalização destas obras possibilitou a melhoria do tráfego de veículos no campus e o melhor atendimento à vagas de estacionamento.

Vistas do Viário e Paisagismo entregues em 2017
Vistas do Viário e Paisagismo entregues em 2017

Em 2017, foram instituídas as novas nomenclaturas para alguns Blocos existentes e para os novos Blocos que ainda se encontram em fase de projeto. O Bloco Alfa 2 passou a se chamar Bloco Tau. O Bloco Biotério passou a se chamar Bloco Mu. O Bloco Herbário passou a se chamar Bloco Ômicron. A Casa de Vegetação passou a se chamar Bloco Phi. Em relação aos futuros Blocos a serem executados, o Centro de Convivência I passou a se chamar Psi. O Centro de Convivência 2 passou a se chamar Bloco Capa. O Hangar passou a se chamar Bloco Pi. Com relação ao Bloco Lambda, edificação em fase de estudos iniciais, este deverá ser divido em dois edifícios, a serem chamados de Blocos lambda e Rô.

Em 18 maio de 2017 foram entregues e iniciadas as montagens das aeronaves doadas pela Força Aérea Brasileira. As aeronaves foram alocadas no galpão provisório, adquirido para essa função, até que seja viabilizada a construção do Bloco Pi.

Chegada das aeronaves no campus em 2017
Chegada das aeronaves no campus em 2017

Em 2017, foi efetivada a entrega do Bloco Phi (antiga Casa de Vegetação), instalada provisoriamente em uma área destinada à futura construção dos Blocos Lambda e Rô, devido às condições atuais de infraestrutura e segurança.

Vistas do Bloco Phi (Casa de Vegetação) entregue em 2017
Vistas do Bloco Phi (Casa de Vegetação) entregue em 2017

Em 2017, devido à construção do novo Bloco Phi (antiga Casa de Vegetação) e a necessidade de disponibilização de uma área de convivência aos alunos, foram efetuadas algumas adequações e preparado o ambiente do Bloco Ômicron para transformá-lo em um Centro de Convivência.

Vistas do Bloco Ômicron (Centro de Convivência Provisório) entregue em 2017
Vistas do Bloco Ômicron (Centro de Convivência Provisório) entregue em 2017

Em 2017, foi efetivada a entrega do Bloco Mu (antigo Biotério) para o início das atividades de pesquisa.

Vistas do Bloco Mu (Biotério) entregue em 2017
Vistas do Bloco Mu (Biotério) entregue em 2017

Em 2017, cerca de 31 mil metros quadrados (envolvendo salas de aula, laboratórios, salas de professores, áreas administrativas, além de restaurantes e espaços de convivência) foram disponibilizados para toda a comunidade acadêmica do campus de São Bernardo do Campo.

Além das obras de adequação e complementação que estão em andamento, está sendo finalizada a obra de construção do Bloco Zeta. Este Bloco, com 5.870,87 m² de área construída, é destinado a alocação de laboratórios didáticos e de pesquisa. Atualmente, estão sendo efetuadas as instalações dos elevadores e dos novos sistemas de climatização, ventilação e exaustão de capelas. Após a efetivação da sua entrega, a concepção original do campus, juntamente com as ampliações, que já possuem seus projetos concluídos, estará 100% concluída, totalizando cerca de 37 mil metros quadrados de área construída.

Vistas do Bloco Zeta em 2017, em fase de conclusão
Vistas do Bloco Zeta em 2017, em fase de conclusão

Modificação e Ampliação das Instalações Físicas

Ao longo destes anos iniciais de existência da Universidade Federal do ABC, com as atividades principais desenvolvidas no Campus São Bernardo do Campo, diversos acontecimentos que serão relatados na sequência resultaram na necessidade de modificação parcial e ampliação das instalações físicas, previstas originalmente para o campus.

Modificação da implantação do campus

No projeto inicial estava prevista a construção dos Blocos Alfa, Beta, Gama, Delta, Epsilon, Ômega, Mu (antigo Biotério), Ômicron (antigo Herbário), Torre elevada e edificações auxiliares. No decorrer do andamento das obras, foi verificada a necessidade de ampliação do número de Blocos e foram projetadas e contratadas as obras de construção dos Blocos Tau (antigo Alfa 2) e Zeta. Também foi alterada a localização inicial do Bloco Ômega. Estas alterações resultaram em modificações no viário, estacionamentos e na infraestrutura geral do campus.

Outras intervenções realizadas no Campus São Bernardo do Campo

Em complementação, outras intervenções de menor porte mostraram-se necessárias para a implementação do projeto pedagógico da instituição. Estas intervenções resultaram em alterações nas edificações e área externa do projeto original e foram implantadas ao longo destes anos iniciais da UFABC. A seguir, estão relacionadas algumas destas intervenções mencionadas:

(i) Execução de alambrado de fechamento provisório dos fundos do campus, devido à necessidade de melhoria das condições de segurança;
(ii) Realização de uma licitação e a contratação de uma empresa especializada para o desenvolvimento de projetos de adequação das condições de acessibilidade do campus;
(iii) Elaboração de Termo de Referência para a contratação de projeto de adequação dos sistemas de exaustão de capelas dos laboratórios do Bloco Delta;
(iv) Projeto de adequação do sistema de sinalização do viário;
(v) Execução de bases e fiscalização da montagem do hangar provisório;
(vi) Análise de adequações de laboratórios, devido a contratações efetuadas por professores com verbas de pesquisa;
(vii) Construção de quadra de areia provisória;
(viii) Orientação e acompanhamento da construção da Wikilab;
(ix) Intervenções e acionamentos de contratadas para o atendimento a garantias;
(x) Atendimento ao Termo de Compromisso e Responsabilidade Ambiental, firmado junto à Secretaria de Gestão Ambiental do Município de São Bernardo do Campo com o plantio de espécies de árvores nativas da região;
(xi) Adequações de segurança do trabalho na torre elevada;
(xii) Previsão de cercamento de proteção da estação meteorológica;
(xiii) Cobertura sobre ponto de parada de ônibus;
(xiv) Preparação do Bloco Ômicron (antigo Herbário) para ser utilizado como Centro de Convivência Provisório;
(xv) Estudo para a adequação do sistema de captação de águas pluviais para o uso não-potável;
(xvi) Estudos para a instalação de uma ETERA – Estação de Tratamento de Efluentes para o Reuso de Água; e
(xvii) Estudo para a elaboração de projeto de adequação das centrais e instalações de gases do campus.

Evolução do Programa de Necessidades

O projeto original do Campus São Bernardo do Campo foi concebido de acordo com o seu programa de necessidades. O corpo de funcionários estava incompleto, pois naquela ocasião ainda preparava-se a realização de concursos voltados à contratação de docentes e técnicos administrativos. Tal situação impossibilitou a previsão das necessidades reais para subsidiar a completa definição e o correto dimensionamento das instalações físicas da Universidade, constituindo-se o projeto original, desta forma, em projeto arquitetônico suscetível a revisões futuras.

No decorrer da execução das obras, após a contratação de número significativo de servidores docentes e de técnicos administrativos, do desenvolvimento e implementação de atividades de ensino, de extensão universitária e de serviços administrativos, além do avanço das atividades de pesquisa, as necessidades reais por ampliação dos espaços físicos ficaram evidentes, momento no qual novas demandas foram colocadas pela comunidade universitária à direção da UFABC.

A Reitoria, juntamente com a Coordenação de Projetos e Obras do Campus São Bernardo do Campo (atual Superintendência de Obras - SPO), vislumbrou a possibilidade de expansão das instalações físicas da Universidade através de duas frentes, concomitantemente:

(i) No “Terreno Principal”, onde o projeto original encontrava-se em implantação: promoção de maior adensamento através da construção de um novo conjunto de edifícios, denominados “Blocos Lambda e Rô”, no local onde foi projetado originalmente o Bloco Ômega, que foi deslocado. Este conjunto de edifícios resultará, praticamente, na duplicação da área construída do campus.
(ii) No “Terreno pós-faixa da Petrobrás”, área que no projeto do campus foi considerada para ser recuperada e construídas duas quadras poliesportivas com uma pequena trilha de caminhada: utilização do terreno para a realização de passeios e trilhas mais distribuídas de modo a possibilitar uma maior apropriação do espaço pela comunidade, prevendo-se a caracterização de um bosque e a construção de bolsões para a realização de diversas práticas, além da caminhada, como: a leitura, atividades físicas e apresentações culturais ao ar livre. Além destes, o projeto também contempla o atendimento a uma demanda, resultante do programa CONVIVA, prevendo-se a construção de uma portaria de pedestres com acesso direto à Via Anchieta. Nesta área também está prevista a construção do Bloco Pi, que se trata de um Hangar para serem alocadas, definitivamente, as aeronaves doadas pela Força Aérea Brasileira à UFABC e abrigar os laboratórios da Engenharia Aeroespacial. Além disso, há o planejamento para a construção do Bloco Capa, que se trata de um Centro de Convivência que contemplará, além de uma quadra coberta e arquibancada, lanchonete e salas para o desenvolvimento de atividades físicas e culturais.

Em 2015, a UFABC realizou um processo licitatório que resultou na formalização de um contrato, em abril de 2015, com a empresa Faccio Arquitetura S/S Ltda – EPP para a elaboração de projetos de ampliação do campus que contemplam a transformação do Bosque, o Hangar (Pi), os Centros de Convivência I (Psi) e II (Capa), a nova portaria da Via Anchieta e ações do programa CONVIVA.

Desenvolvimento do projeto do Bosque

A concepção original do Campus São Bernardo do Campo contemplava a construção de duas quadras poliesportivas e uma pequena trilha para a prática de caminhada em uma área determinada do terreno.

Está sendo desenvolvido um projeto para a requalificação de todo o terreno pós-faixa da Petrobrás com o objetivo de transformá-lo em um bosque. O projeto prevê a construção de passeios e trilhas iluminadas, possibilitando a prática de caminhadas em um percurso maior e mais agradável, e a construção de bolsões específicos para a realização de atividades físicas, por meio de equipamentos, além de prever área para leitura, lanches e apresentações ao ar livre. Os passeios também servirão de caminho para uma futura portaria de pedestres que dará acesso à Via Anchieta.

Estudo Preliminar do Bosque do Campus São Bernardo do Campo
Estudo Preliminar do Bosque do Campus São Bernardo do Campo

Desenvolvimento do projeto da portaria da Via Anchieta

Uma das reivindicações que foram apresentadas no programa CONVIVA foi a construção de uma portaria que permitisse o acesso direto à Via Anchieta e, com isso, facilitasse o acesso ao transporte público. Está sendo projetada uma portaria para o acesso restrito a pedestres que possibilitará o acesso direto à Via Anchieta, com o percurso sendo realizado pelos passeios do Bosque.

Maquete da futura portaria, da via Anchieta, do Campus São Bernardo do Campo
Maquete da futura portaria, da via Anchieta, do Campus São Bernardo do Campo

Desenvolvimento do projeto do Bloco Pi

Há alguns anos, a UFABC vem efetuando tratativas junto à Força Aérea Brasileira para o recebimento de duas aeronaves doadas, um avião e um helicóptero, para serem utilizadas como objetos de pesquisa. Em fevereiro de 2016, foi instalado um galpão de lona provisório para abrigar estas aeronaves, até que seja construído um hangar definitivo.

Em 2017, as aeronaves foram recebidas e montadas dentro do galpão provisório e permanecem neste local, até que o Bloco Pi (Hangar) seja construído.

Está sendo desenvolvido um projeto para a construção do Bloco Pi, que se trata de um Hangar, localizado no terreno ao lado do Bosque. Este Bloco, além da função de abrigar as aeronaves doadas, abrigará os laboratórios da Engenharia Aeroespacial.

Estudo Preliminar do Bloco Pi (Hangar) do Campus São Bernardo do Campo
Estudo Preliminar do Bloco Pi (Hangar) do Campus São Bernardo do Campo

Estudo Preliminar do Bloco Pi (Hangar a esquerda) do Campus São Bernardo do Campo
Estudo Preliminar do Bloco Pi (Hangar a esquerda) do Campus São Bernardo do Campo

Desenvolvimento do projeto do Bloco Psi

Como resultado do programa CONVIVA, que discutiu junto à comunidade acadêmica a disponibilização e requalificação de áreas de convivência para o campus, foi discutida a construção do Bloco Psi, que se trata de um Centro de Convivência nas imediações da Praça Cívica para possibilitar melhores condições de convivência dentro do campus.

Foram realizados debates e consultas à comunidade que embasaram o início do desenvolvimento de um projeto para a construção do Bloco Psi (Centro de Convivência I), localizado junto ao Bloco Gama. Este edifício contempla salas para a alocação de materiais e um ambiente coberto para a alocação de jogos e mobiliário que possibilitem a convivência e o desenvolvimento de atividades de recreação e cultura.

Estudo Preliminar do Bloco Psi (Centro de Convivência I) do Campus São Bernardo do Campo
Estudo Preliminar do Bloco Psi (Centro de Convivência I) do Campus São Bernardo do Campo

Desenvolvimento do projeto do Bloco Capa

A concepção original do Campus São Bernardo do Campo contemplava a construção de apenas duas quadras poliesportivas descobertas no terreno do Bosque.

Foram realizados debates e consultas à comunidade que embasaram o início do desenvolvimento de um projeto para a construção do Bloco Capa, que se trata de um Centro de Convivência, localizado no terreno ao lado do Bosque. Este edifício contempla, além de uma quadra coberta e arquibancada, lanchonete e salas destinadas ao desenvolvimento de atividades físicas e culturais.

Estudo Preliminar do Bloco Capa (Centro de Convivência II) do Campus São Bernardo do Campo
Estudo Preliminar do Bloco Capa (Centro de Convivência II) do Campus São Bernardo do Campo

Estudo Preliminar do Bloco Capa (Centro de Convivência II) do Campus São Bernardo do Campo
Estudo Preliminar do Bloco Capa (Centro de Convivência II) do Campus São Bernardo do Campo

O novo Bloco de edifícios Lambda e Rô

Em junho de 2012, foi instituído pela Reitoria um Grupo de Trabalho com o objetivo levantar informações sobre as demandas dos usuários dos cursos existentes, com a finalidade de subsidiar as diretrizes necessárias para a elaboração do projeto dos Blocos Lambda e Rô (antigo Bloco Lambda somente). O programa previa a construção de laboratórios, salas de aula e áreas administrativas. A construção deste Bloco representa um aumento significativo da área construída do campus, chegando a quase dobrar a sua área atual.

Em 2014, a UFABC realizou uma licitação para a contratação de empresa especializada para a elaboração dos estudos preliminares, projetos básicos e executivos de um conjunto de edifícios de aproximadamente 28.200,00 m² de área a ser construído na antiga localização do Bloco Ômega. Devido ao tempo desprendido com discussões e ações judiciais, motivados pela desclassificação de uma das concorrentes, juntamente com identificação da mudança das necessidades, a licitação foi suspensa.

Em 2015, a UFABC preparou um Termo de Referência para preparar um novo processo licitatório, destinado à contratação do projeto, porém, devido aos cortes de recursos financeiros do Governo Federal, a universidade foi obrigada a não prosseguir com a licitação.

A adequação das condições de acessibilidade e inclusão do campus

Mediante a edição da norma ABNT NBR 9050, atualizada em 2015, e das necessidades de adequações levantadas pelo Núcleo de Acessibilidade da PROAP, foi preparado um Termo de Referência para a contratação da elaboração de um projeto de adequação das condições de acessibilidade do campus, com o objetivo de implementar os novos conceitos previstos na norma revisada e os adequar as condições de inclusão do campus.

Com este objetivo, a UFABC promoveu um processo licitatório em 2016, que resultou, em 30 de setembro, na formalização de um contrato junto à empresa vencedora da licitação, empresa Esprit Nouveau Arquitetura e Urbanismo SS Ltda – ME, para elaboração de projeto básico e executivo para a adequação da acessibilidade das edificações do campus. Este projeto está sendo desenvolvido com a participação do Núcleo de Acessibilidade da PROAP e da comunidade acadêmica.

Considerações Finais

O Campus São Bernardo do Campo, segundo sua concepção definitiva, resulta em área total construída de aproximadamente 71 mil metros quadrados, distribuídos entre as edificações do projeto original, com cerca de 26 mil metros quadrados, as edificações adicionadas no decorrer das obras do campus (Blocos Tau e Zeta), com cerca de 11 mil metros quadrados, os projetos que estão em conclusão (Blocos Pi, Psi, Capa e portaria da Via Anchieta), com cerca de 6 mil metros quadrados, e o projeto dos Blocos Lambda e Rô que prevê uma área estimada de cerca de 28 mil metros quadrados.

Vista da maquete do Campus São Bernardo do Campo, contemplando os blocos que já possuem projetos desenvolvidos
Vista da maquete do Campus São Bernardo do Campo, contemplando os blocos que já possuem projetos desenvolvidos

Vista da maquete do Campus São Bernardo do Campo, contemplando os blocos que já possuem projetos desenvolvidos
Vista da maquete do Campus São Bernardo do Campo, contemplando os blocos que já possuem projetos desenvolvidos


Mapa do Campus

Mapa Campus São Bernardo do Campo

Registrado em: São Bernardo do Campo
Fim do conteúdo da página