Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Administração > Reitoria > Notícias > O que esperarmos para nossa Universidade em 2020?
Início do conteúdo da página

O que esperarmos para nossa Universidade em 2020?

nossafederal extenso verde

Em geral, 2019 foi um ano em que as universidades públicas brasileiras tiveram que lidar com situações conjunturais gravíssimas e, em muitos casos, inéditas. A estabilidade do planejamento orçamentário, a defesa da legitimidade científica e o esforço em proteger a autonomia universitária foram pautas ininterruptas em nossa comunidade e prioritárias para a gestão. 

Infelizmente, para 2020, desafios ainda mais preocupantes já vêm se apresentando, como a proposta de emenda constitucional em tramitação que discute o fucionalismo público e que pode colocar em risco as condições de trabalho em nossa instituição.

Enquanto gestão, permaneceremos a postos e atentos às questões políticas e econômicas relacionadas às universidades públicas brasileiras e às instituições democráticas de nosso país.

Ademais, continuaremos nos dedicando à revisitação de procedimentos e buscando alternativas para a consolidação de uma administração pública ágil e sustentável.

Processos importantes já foram iniciados, como a revisitação ao nosso Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), a organização sistematizada e dialógica dos regimentos internos de todas as áreas da Universidade e a instituição do Grupo de Trabalho para revisão do Estatuto e do Regimento Geral da UFABC.

Ainda, diante de seu caráter transversal, a administração dos recursos de custeio da Universidade também permanece como uma das maiores responsabilidades da gestão. 

Nesse sentido, as ações de nossa gestão, em 2020, serão conduzidas a partir das seguintes diretrizes: Manter, Recompor, Ampliar e Inovar.

  • MANTER: Serviços básicos da Universidade para Ensino, Pesquisa e Extensão, nos níveis de excelência que o nosso projeto exige;
  • RECOMPOR: Viabilizar formas para recomposição de serviços e postos de trabalho, a partir da identificação de atividades com situações mais críticas, que foram suprimidas nos últimos anos, em função das restrições orçamentárias.
  • AMPLIAR: Avaliar condições no planejamento que possibilitem ampliação de atividades que já estão em andamento e que possam estar reduzidas e/ou com restrições. Buscar caminhos para ampliarmos, por exemplo, convênios e cooperações com os setores públicos e privados, a pesquisa, a internacionalização, a extensão universitária e outras frentes.
  • INOVAR: Dentro das ações existentes, no propomos a pensar novos modelos de gerenciamento que considerem maior otimização de recursos e que eliminem procedimentos ineficientes, que vêm sendo repetidos há algum tempo na instituição. A possibilidade de criação de um sistema único de bolsas acadêmicas, integrando ProGrad, ProEC, ProPes e ProAP, é um dos exemplos que já vem sendo estudado por nossos gestores.

Assim, no cenário geral, seguimos sem jamais nos furtarmos do debate público e do constante diálogo com nossa comunidade. Iniciamos esse 2020 convictos de nossa imprescindibilidade para o desenvolvimento do país, ainda mais comprometidos em defender a Universidade Pública enquanto um patrimônio nacional e dispostos a trilhar cada vez mais caminhos que nos aproximem da sociedade brasileira. 

No âmbito de nossa administração interna, mantemos a sobriedade para lidar com os limites orçamentários, mas priorizando, acima de tudo, a sustentação e o aprimoramento da excelência e da inclusão, valores fundamentais de nossa Universidade.

Texto publicado no Comunicare, edição nº 243 - Fevereiro 2020 

Assessoria de Relações Públicas
Reitoria • UFABC
20/02/2020

Registrado em: Notícias
Marcador(es):
Fim do conteúdo da página