Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Artigos > A Filosofia, a Lógica e a História da Ciência na UFABC
Início do conteúdo da página

A Filosofia, a Lógica e a História da Ciência na UFABC

Publicado: Quinta, 18 de Agosto de 2011, 10h17

Dr. Luis Alberto Peluso
Professor Titular da UFABC

 

A UFABC acaba de aprovar em suas instâncias deliberativas superiores os Projetos Políticos Pedagógicos dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Filosofia. No início do próximo quadrimestre, em setembro, os alunos que cursam o BC&H, com especial ênfase àqueles que já concluíram os créditos que devem ser cumpridos em disciplinas obrigatórias no seu bacharelado interdisciplinar, poderão dar início ao cumprimento da carga disciplinar do Bacharelado e da Licenciatura em Filosofia. Em mais dois anos, precisamente em agosto de 2013, os primeiros formandos em Filosofia da UFABC poderão estar deixando os bancos da graduação para iniciarem carreiras no mercado de trabalho, ou continuarem seus estudos no nível da pós-graduação.

O momento parece oportuno para se refletir sobre algumas questões que esses fatos sugerem. É certo que há hoje um grupo de docentes na UFABC que foram aprovados em concursos públicos para editais em Filosofia, Lógica e História da Ciência. Eles estão todos alocados no Centro de Ciências Naturais e Humanas CCNH da UFABC. Os trabalhos que são realizados, no momento, por esses pesquisadores inclui atuação nos Bacharelados Interdisciplinares, quais sejam o Bacharelado em Ciência e Tecnologia - BC&T e o Bacharelado em Ciências e Humanidades - BC&H, a atuação nos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Filosofia, a intervenção no Programa de Ensino, História e Filosofia da Ciência e Matemática e a oferta de oportunidades de investigação através do desenvolvimento de projetos de pesquisa para alunos bolsistas de iniciação científica. Portanto, a atuação da área de Filosofia, Lógica e História da Ciência perpassa a formação, no nível da graduação, de todos os cientistas e tecnólogos que sairão dos cursos da UFABC. Aqui a educação de cientistas e tecnólogos implica em que ocorra a devida exposição dos graduandos à investigação que se processa no âmbito da Filosofia da Ciência, da Filosofia da Lógica e da História da Ciência.

Um dos caracteres, que se espera que venha a ser produzido nos cientistas e tecnólogos formados por esta Universidade, concerne à esperada visão interdisciplinar que o Projeto Político Pedagógico da UFABC consagra como sendo uma de suas mais estimadas contribuições àqueles que nela se formam. Ora, tem-se por certo que as mais relevantes contribuições das últimas oito décadas passadas de debates em Filosofia da Ciência consistem na reafirmação do caráter interdisciplinar do conhecimento científico. Os estudos de Filosofia da Ciência, com especial referência aos estudos epistemológicos, isto é, que convergem para a discussão de questões sobre as possibilidades de construção do conhecimento científico, foram os grandes responsáveis pela introdução da idéia que a ciência é um conhecimento interdisciplinar, ou multidisciplinar.

No que se refere aos Projetos Políticos Pedagógicos dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Filosofia da UFABC, eles podem ser entendidos como resultado do empenho em levar avante a idéia de que na exposição ao acervo resultante do esforço realizado pelos filósofos, com especial referência à sua recente investigação sobre a epistemologia do conhecimento científico, se poderia desenvolver as habilidades associadas ao cuidado com a clareza na linguagem e o retidão dos argumentos. Os currículos dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Filosofia da UFABC não são arbitrários, nem são uma mera compilação, ou colagem, de conteúdos, mas refletem uma determinada visão de Filosofia e de sua interação com a Lógica e a História da Ciência. Eles expressam uma tomada de posição a respeito da questão do que se entende por conhecimento filosófico. Nesse sentido, destacam-se as seguintes características da matriz disciplinar: o peso das disciplinas obrigatórias que colocam os alunos em contato com a problemática e a bibliografia de Filosofia da Ciência, da História da Ciência, da Filosofia da Lógica, e a oferta de uma variedade de disciplinas optativas e livres que insistem nas reflexões filosóficas que tem por objeto a Ciência e a Tecnologia.

Contudo, há desafios que necessitam ser enfrentados para que se possa colher os frutos que esse trabalho promete. O primeiro grande desafio concerne aos estados mentais das pessoas que vem desempenhando as tarefas da área da Filosofia, Lógica e História da Ciência da UFABC. Elas precisam se convencer que esse trabalho que vem sendo realizado pode ser justificado e que pode continuar sendo realizado de forma proveitosa para todos os envolvidos. Nesses sentidos, ele é consistente e realizável.

Um segundo problema está na implementação de estratégias que, de fato, integrem as áreas de Filosofia, Filosofia da Lógica e História da Ciência, conforme os termos daquilo que está prometido nos Projetos Políticos Pedagógicos dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Filosofia. Trata-se de três tradições de investigação que possuem trajetórias próprias, e com pouca experiência de diálogo na construção de uma empreitada comum. Trabalhar juntos não parece tão difícil quando se trata de construir uma matriz disciplinar. Fazer um rol de disciplinas tem os seus problemas. Mas, esse não parece ser o grande desafio. Este haverá de aparecer quando a implementação do Projeto Político Pedagógico exigir que sejam descritas as experiências educacionais que completarão a matriz disciplinar. Encontrar os arranjos que aproximem, para além das disciplinas, as contribuições da Filosofia, da Lógica e da História da Ciência. Esse é o desafio maior.

O fato é que as mais conservadoras opiniões das lideranças mais consolidadas e pouco propensas a novidades, nas comunidades da Filosofia, da História da Ciência e da Lógica não se atreveram, até o momento, a condenar os esforços que aqui, na UFABC, são feitos para inovar e reinventar o ensino e a pesquisa em suas especialidades. O último grande desafio que tudo isso impõe consiste em fazer com que apareçam os excelentes resultados que estão prometidos, para que essa estrutura de crença da comunidade interna e de confiança da comunidade externa não desabe sobre nossas cabeças.

Leia o artigo na íntegra

Registrado em: Artigos
Fim do conteúdo da página