Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Artigos > BC&H - um projeto de formação universitária para o século XXI
Início do conteúdo da página

BC&H - um projeto de formação universitária para o século XXI

Publicado: Quinta, 22 de Abril de 2010, 11h04

Texto do professor Luis Alberto Peluso sobre o início das atividades do Bacharelado em Ciências e Humanidades (BC&H) na UFABC. Ele fala do papel desse novo curso em uma sociedade que se caracteriza pela mudança.  

Em maio de 2010 começam as atividades do mais novo curso de graduação interdisciplinar criado pela Universidade Federal do ABC UFABC. Com esse curso espera-se formar indivíduos que sejam habilitados a viver na sociedade cujas características não sabemos claramente quais são e a se inserirem no mundo de forma produtiva, aproveitando as múltiplas oportunidades que, embora ainda indefinidas, haverão de constituir aquilo que estamos acostumados a identificar com o nome de mercado de trabalho. Está posto, portanto, o grande desafio. Trata-se de um curso programado para formar pessoas para viverem num mundo futuro cujo caráter não podemos hoje descrever com precisão. A velocidade com que ocorrem as mudanças nas instituições sociais, a rapidez com que aumentamos nossa capacidade de transformar a natureza e a voracidade com que produzimos novas informações sobre o mundo nos imergem num sentimento de vertigem. E se torna inescapável a percepção de que nada mais é sólido e tudo se desmancha no ar. Afinal, como podemos nos preparar para viver numa sociedade futura, cujas características não podem ser, hoje, conhecidas?

A UFABC aceitou esse desafio. Estamos convencidos que devem existir e ser tentados outros caminhos, além de todos aqueles que vêm sendo trilhados nos vários segmentos da estrutura universitária existente no Brasil, para enfrentar o problema da educação. Um primeiro esforço resultou na criação de um Bacharelado em Ciência e Tecnologia BC&T, que haveria de constituir num curso obrigatório a todos os alunos interessados nos diplomas oferecidos nas Ciências Naturais, Formais e nas Engenharias. Agora, a Universidade se propõe a pensar um curso de Bacharelado em Ciências e Humanidades BC&H com o explícito intuito de instituir um curso obrigatório para os alunos que se interessem pela formação em Ciências Sociais, Filosofia, Arte e Literatura.

Não podemos desvendar o futuro da forma como gostaríamos, para poder predizer aos nossos alunos como o mundo será e como, portanto, cada um deve se preparar para ser. Contudo, podemos definir algumas tendências gerais que, ao que tudo indica, nos permitem pensar sobre as propensões que constituem aquilo que está por acontecer.

Ao que tudo indica, o atual caráter de sociedade em processo de rápida mudança haverá de permanecer. Em todos os níveis de relações possíveis entre os seres humanos admitimos que nada mais é permanente. Os conteúdos das crenças são passíveis de mudanças, as tradições podem mudar, os valores são susceptíveis de diferentes avaliações, nossas idéias podem ser alteradas. Nas culturas pós-modernas que se constroem nos países industriais avançados, os humanos se percebem como seres cuja identidade está na mudança. Eu sou eu e aquilo no que me transformo. Entretanto, a herança cartesiana do "penso, logo existo" não nos permite uma interpretação de nós mesmos se não em termos de seres pensantes. Assim, conhecimento e mudança são duas faces da mesma moeda. A convicção de que somos seres pensantes nos transforma em agentes de uma sociedade constituída, fundamentalmente, por relações de conhecimento. Esse é o fundamento daquilo que chamamos sociedade de Século XXI, ou sociedade do conhecimento. Não há como desfrutar o patrimônio cultural e civilizatório das sociedades modernas sem dispor de conhecimento. Quem não conhece não tem condições de exercer a moderna cidadania. Sociedade, mudança, transição, transformação; cognição, conjectura, hipótese, explicações satisfatórias, essas são as palavras de ordem quando se trata de fazer o diagnóstico das tendências prevalecentes na Sociedade do Século XXI.

Preparar indivíduos para viverem em uma sociedade de conhecimento, mas sem verdades, esse é o objetivo do Bacharelado em Ciências e Humanidades da UFABC. É nesse ponto que intervém a escolha da reflexão como a estratégia que habilita para o tipo de vivência que a Sociedade do Século XXI requer. Os debates em educação têm apontado para o esgotamento do modelo pedagógico voltado para a intervenção mecânica no mundo. Obscurecidos pelas práticas educativas que preconizavam a necessidade de aprender na ação, educar na práxis, formar para a revolução fomos todos atirados num ativismo autômato. Os resultados desse modelo de educação é um mundo insustentável, em que, cada vez mais nos aproximamos de pontos irreversíveis em trajetórias de autodestruição. É preciso resgatar o pensamento como instrumento de mediação entre os seres humanos e o mundo e repensar os fundamentos da Sociedade do Conhecimento que estão na herança cartesiana do ser humano como ser de pensamento. A intervenção no mundo sem reflexão é cega.

O Projeto do BC&H é resultado de uma decisão por fundamentar-se, preferencialmente, na pedagogia da reflexão. Apostamos que sendo capazes de pensar nossos alunos serão capazes de se inserirem com sucesso nas estruturas inconstantes da Sociedade que está por emergir.

Educar para a reflexão demanda que a organização da matriz curricular expresse alguns princípios fundamentais. Os princípios que fundam o projeto são: I. Princípio da autonomia intelectual do aluno, isto é, o educando é responsável por compor a sua trajetória educacional; II. Princípio da interdisciplinaridade na investigação, isto é, as disciplinas, matrizes disciplinares, divisões dos saberes não devem se constituir em barreiras para a investigação dos diferentes temas com os quais os alunos venham a se envolver; III. Enfoque crítico dos resultados intelectuais obtidos, isto é, todas as soluções encontradas no processo investigativo têm seus limites, ao propor novos problemas que elas mesmas não conseguem resolver.

O currículo do BC&H compreende disciplinas que se estendem a conteúdos de Ciências Naturais e Formais, Ciências Sociais, com ênfase em Ciências Sociais Aplicadas e em Humanidades, com especial referência à Filosofia. Entretanto, esse currículo não se esgota na matriz de disciplinas, posto que terá, ainda, um conjunto de atividades e intervenções pedagógicas obrigatórias de caráter não disciplinar que constituem as Atividades Complementares e o Projeto Dirigido, que vale para o cômputo de créditos no Currículo do Curso. Completam o currículo as atividades de pesquisa desenvolvidas sob o regime tutorial e a possibilidade de buscar novas experiências educacionais através do sistema de mobilidade acadêmica dentro e fora da própria instituição.

O BC&H é um curso de formação que possui terminalidade real, correspondendo a um ciclo completo de formação, podendo ser cursado pelos alunos no tempo mínimo de três anos.

Espera-se que o Bacharel em Ciências e Humanidades formado na UFABC venha a se destacar por sua orientação multidisciplinar, sua competência em auto-gestão e seu caráter crítico. Esse tipo de pessoa está habilitada para exercer funções na administração pública e privada e em organizações que tenham como tarefa coordenar esforços para a consecução de metas econômicas, políticas ou sociais. Sua formação permite que atue em ambientes corporativos, estando particularmente treinado para o exercício do trabalho em equipes e redes. As características específicas de sua formação generalista permitem ao Bacharel em Ciências e Humanidades apresentar excelente desempenho em provas seletivas para o exercício de funções públicas nas carreiras dos diferentes poderes que constituem o Estado. Os caracteres da formação do Bacharel em Ciências e Humanidades fazem dele um indivíduo preparado para a continuação dos estudos em níveis e estágios mais avançados. Mais do que um indivíduo preparado para o mercado de trabalho, espera-se que o Bacharel em Ciências e Humanidades seja um indivíduo preparado para produzir e usar o conhecimento para fazer o ser humano viver melhor.

Enfim, o BC&H corresponde a uma resposta audaciosa da UFABC no sentido de prover o Sistema Educacional Brasileiro de um curso que persegue a educação para a solidariedade, a reciprocidade e a sustentabilidade ambiental como expressões dos ideais da Sociedade do Conhecimento no Século XXI.

Dr. Luis Alberto Peluso
Professor Titular - UFABC

Registrado em: Artigos
Fim do conteúdo da página