Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Refugiados e solicitantes de refúgio terão reserva de vagas na graduação
Início do conteúdo da página

Refugiados e solicitantes de refúgio terão reserva de vagas na graduação

Publicado: Segunda, 31 de Julho de 2017, 14h27

Em reunião ocorrida em 18 de julho, o Conselho Universitário da UFABC aprovou por unanimidade uma resolução que estabelece cotas para refugiados e solicitantes de refúgio no ingresso à graduação. De acordo com o reitor, Klaus Capelle, a elaboração dessa resolução faz parte de uma política abrangente de acolhimento aos refugiados na UFABC em consonância com as diretrizes da Organização das Nações Unidas. “Ao criar condições para receber refugiados com as qualificações apropriadas na universidade, a UFABC reafirma que direitos humanos, educação e ciência são valores universais da humanidade” — afirma.

Serão ao todo 12 vagas distribuídas por bacharelado Interdisciplinar, campus e turno. O Bacharelado em Ciência e Tecnologia terá oito — Santo André: diurno (2) e noturno (2) e São Bernardo: diurno (2) e noturno (2). Bacharelado em Ciências Humanas oferecerá outras quatro — São Bernardo: diurno (2) e noturno (2). Metade da cota (seis vagas) será destinada a refugiados ou solicitantes de refúgio que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica que não tenham renda familiar per capita superior a um salário mínimo e meio. Não haverá distinção de nacionalidades e a reserva não contempla imigrantes.

Os candidatos deverão realizar o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e posteriormente a inscrição no Sistema de Seleção Unificado (SISu). No ato da matrícula, a situação do postulante será verificada por meio de documentação emitida pelo Comitê Nacional para os Refugiados (CONARE), de acordo com os procedimentos da Lei 9.474/07. Também será exigido o comprovante de conclusão do Ensino Médio ou de formação equivalente.

As diretrizes e outras informações a respeito dessa nova modalidade de cota estão disponíveis na integra da resolução (182, 19/07/2017), publicada na página 6 do Boletim de Serviço 669.

Assessoria de Comunicação e Imprensa

 

Registrado em: Notícias
Fim do conteúdo da página