Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > UFABC ganha laboratório de tecnologias livres
Início do conteúdo da página

UFABC ganha laboratório de tecnologias livres

Publicado: Sexta, 24 de Novembro de 2017, 16h45

O Laboratório de Tecnologias Livres (LabLivre) da UFABC inaugurou no dia 10 de novembro no Campus São Bernardo o WikiLab, um espaço comunitário de 40 m2, equipado com ferramentas para a criação de projetos e trabalhos de manufatura. Esse novo laboratório conta com a participação de pesquisadores da sociologia, da ciência política, da filosofia, da comunicação, da engenharia, da computação e de diversas áreas de estudo da UFABC. 

O LabLivre reúne pesquisadores da UFABC com o objetivo de desenvolver aplicativos livres pra ações interdisciplinares e inovadoras, focadas no fortalecimento da cidadania, na proposição e análise de políticas públicas e na produção e organização da cultura e da arte. Um dos princípios do grupo é agregar competências acadêmicas ao trabalho de outras organizações que se caracterizem pela atuação comunitária e apoio a projetos e a iniciativas colaborativas. "Há muita inovação e ousadia nesse projeto, que são marcas registradas da UFABC", afirma o Reitor Klaus Capelle. 

O WikiLab funcionará como laboratório acadêmico de tecnologias livres e makerspace da região do ABC. Ele vai operar como espaço híbrido em uso acadêmico e de pessoas da comunidade que desenvolvem tecnologias como entretenimento. A concepção do projeto ocorreu por meio de parceria com o Uncreated.Net (coletivo internacional de arquitetos que usa tecnologias livres na produção de arquitetura aberta, acessível, barata e em sintonia com o meio ambiente) e o ABC Makerspace (grupo regional que dissemina a cultura do “faça você mesmo”). "Não é só o WikiLab que é inovador, o inovador é a Universidade se abrir para a comunidade maker, abrir dentro de seu campus um experimento como esse", opina o Professor Sergio Amadeu, Coordenador do WikiLab. 

Laboratório impresso 

A unidade inaugurada no Campus São Bernardo foi construída em blocos madeira, cortados e numerados por uma máquina computadorizada. Posteriormente, sem a necessidade de nenhum conhecimento específico, os módulos foram encaixados como um “quebra-cabeça” até formarem a edificação proposta no projeto digital. Esse modelo construtivo de fonte aberta tem sido utilizado na montagem de casas com estruturas em madeira compensada, o que permite a qualquer pessoa projetar e imprimir residências e componentes a baixo custo. Os recursos para instalação do WikiLab da UFABC foram obtidos por meio de financiamento coletivo que arrecadou R$ 72 mil, com a colaboração de mais de 900 pessoas. 

Mais informações no sítio do projeto wikilab.blog.br

Assessoria de Comunicação e Imprensa da UFABC

Registrado em: Notícias
Fim do conteúdo da página