Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Monitoramento e testagem do coronavírus na comunidade UFABC > Plano de retomada gradual das atividades presenciais na UFABC > Protocolos de biossegurança das atividades didáticas presenciais da graduação e da pós-graduação
Início do conteúdo da página

Protocolos de biossegurança das atividades didáticas presenciais da graduação e da pós-graduação

No dia 7 de dezembro de 2021, foi publicada Portaria da Reitoria nº 2103/2021 que orienta a comunidade universitária acerca da necessidade de cumprimento dos protocolos de biossegurança das atividades didáticas presenciais da graduação e da pós-graduação, conforme disponibilizado a seguir: 

PROTOCOLO PARA AULAS PRESENCIAIS DA GRADUAÇÃO E DA PÓS-GRADUAÇÃO

FASE 1 DO PLANO DE RETOMADA DA UFABC

Primeiro quadrimestre de 2022

Para acessar os campi, é necessário preencher previamente o formulário de registro de comparecimento presencial nos campi da UFABC. Uma vez que tenha acessado o campus, é necessário realizar a autotestagem para coronavírus uma vez por semana. É também necessário o preenchimento periódico do COVIData e é imprescindível estar com o esquema vacinal completo

Para permanecer nos campi é obrigatória a utilização de máscaras de proteção facial, que cubram adequadamente nariz e boca, nos termos da Portaria da Reitoria nº 2093/2021. No caso das atividades em laboratório, será exigido o uso de máscara do tipo PFF2.

Dê preferência à utilização de escadas, evitando os elevadores.

Utilize garrafas de água de uso individual e não compartilhe itens de uso pessoal.

Utilize preferencialmente os armários localizados próximos às salas e laboratórios, evitando espaços de pouca ventilação.

Mantenha o distanciamento social, respeitando a distância mínima de 1,5 m (um metro e meio) entre uma pessoa e outra, e evite cumprimentos que impliquem aproximação.

Para a boa dinâmica das aulas, devem permanecer nas salas, laboratórios e nas áreas comuns relacionadas à atividade apenas os servidores e discentes envolvidos na atividade convocada, sendo que o número de discentes por turma será limitado de acordo com a fase vigente.

Não coma ou beba dentro do local de aula/trabalho destinado para a atividade, evitando retirar a máscara de proteção.

Aos docentes, recomenda-se a priorização de trabalhos individuais dos discentes. Nas disciplinas em que a dinâmica adequada é a do trabalho em grupo, procure organizar a turma em grupos com o menor número possível de discentes. Priorize o uso de AVAs para aulas teóricas, colóquios e discussão de resultados, e a utilização do email institucional para comunicação com os discentes.

Em caso de sintomas gripais e/ou de resfriado, não vá aos campi! Discente(s) com os referidos sintomas devem se ausentar das aulas e avisar imediatamente, por email institucional, ao docente responsável pela turma. Docente(s) com os referidos sintomas devem se ausentar das aulas e avisar imediatamente à coordenação do curso e à direção do centro; caso não haja docente para substituir, a aula deverá ser cancelada (ou convertida para o formato remoto, a depender da decisão do docente) e discentes e técnicos informados por email institucional. Técnico(s) com os referidos sintomas devem se ausentar do trabalho presencial e informar à chefia imediata, para que seja verificada a necessidade de deslocar técnico de outra escala, implicando a necessidade de cancelamento da aula (ou conversão para formato remoto, a depender da decisão do docente); a coordenação de laboratório didático (CLD) correspondente deverá avisar docentes e discentes por meio de email institucional.

Se houver confirmação de casos positivos de COVID-19 de discentes ou docentes, as aulas presenciais da(s) turma(s) em que houve caso(s) confirmado(s) serão suspensas por duas semanas: Discente(s) que tenha(m) caso confirmado deve(m) avisar por email institucional imediatamente a/o docente responsável pela turma; a/o docente deverá informar os demais envolvidos, discentes e técnico por meio de email institucional. Docente(s) que tenha(m) caso confirmado deve(m) avisar imediatamente a coordenação do curso, a direção do centro, discentes e técnico por meio de email institucional. As aulas poderão ser convertidas, quando possível e a depender da decisão do docente, para o formato remoto, de forma síncrona ou assíncrona. 

Se houver confirmação de casos positivos de COVID-19 de técnico(s), este(s) deve(m) informar à chefia imediata e se ausentar do trabalho presencial por duas semanas (contando a partir do dia de realização do teste). A coordenação do laboratório didático (CLD) informará ao docente a necessidade ou não de suspensão das aulas presenciais.  Quando houver interação entre técnico, docente e discentes, as aulas presenciais da(s) turma(s) em que houve caso(s) confirmado(s) serão suspensas por duas semanas. Nos casos em que não há interação, a coordenação do laboratório didático (CLD) informará ao docente a possibilidade de deslocar técnico de outra escala. A impossibilidade do deslocamento implicará a necessidade de cancelamento da aula presencial. As aulas poderão ser convertidas, quando possível, e a depender da decisão do docente, para o formato remoto, de forma síncrona ou assíncrona. Discentes devem ser avisados por email institucional sobre as mudanças.

Não haverá possibilidade de reposição das aulas presenciais canceladas devido à confirmação de casos positivos de COVID-19 ou afastamento por sintomas gripais. Recomenda-se aos docentes que considerem a possibilidade dessas intercorrências em seus planejamentos convertendo, sempre que possível, as atividades presenciais programadas para atividades ou aulas remotas, síncronas ou assíncronas. 

Registrado em: Monitoramento Pandemia
Fim do conteúdo da página