Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Pós-graduação da UFABC melhora notas em avaliação da CAPES
Início do conteúdo da página

Pós-graduação da UFABC melhora notas em avaliação da CAPES

Publicado: Quinta, 21 de Setembro de 2017, 13h30

Nessa terça-feira, 19 de setembro, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), fundação do Ministério da Educação, divulgou o resultado da Avaliação Quadrienal 2017, referente aos programas de pós-graduação (PPG) stricto sensu do país. Os critérios de avaliação consideram cinco quesitos: proposta do programa, corpo docente, corpo discente, produção intelectual e inserção social*. 

Atualmente, a UFABC dispõe de 23 programas de pós-graduação acadêmicos e três mestrados profissionais, além do Doutorado Acadêmico Industrial (DAI). Nessa mais recente avaliação, a Universidade obteve aumento de conceito em seis programas, e diminuição em apenas um. A nota dos seguintes cursos subiu de 3 para 4: Biotecnociência (mestrado), Ciência da Computação (mestrado), Energia (mestrado e doutorado) e Ensino e História das Ciências e da Matemática (mestrado). 

Já os conceitos dos PPGs em Ciência e Tecnologia/Química e em Nanociências e Materiais Avançados aumentaram de 4 para 5. Ao lado do PPG em Física (também nota 5), são os três programas mais bem avaliados pela CAPES na UFABC. Segundo o professor Alexandre Kihara, Pró-Reitor de Pós-Graduação, esse foi o melhor resultado obtido pela Universidade nas avaliações da CAPES até hoje. 

Avaliação nacional 
O país conta, atualmente, com 11% dos programas com desempenho equivalente a padrões internacionais de excelência, com notas 6 e 7. Um percentual de 18% atingiu nota 5, alcançando nível de excelência nacional. As notas 4 e 5 significam um desempenho entre bom e muito bom. Aos cursos que apresentam desempenho médio é atribuída nota 3. É importante ressaltar que os programas abertos recentemente, que não formaram turmas, e que participam pela primeira vez da avaliação, geralmente mantêm a nota inicial de recomendação, 3 e 4*. 

* Fonte: CSC/CAPES 

Assessoria de Comunicação e Imprensa da UFABC

Registrado em: Notícias
Marcador(es):
Fim do conteúdo da página