Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Projeto de equipe discente vai à final mundial da Microsoft Imagine Cup
Início do conteúdo da página

Projeto de equipe discente vai à final mundial da Microsoft Imagine Cup

Publicado: Segunda, 29 de Maio de 2017, 10h00

A UpFish foi uma das vencedoras nacionais da competição universitária de tecnologia, que visa transformar projetos acadêmicos em startups, e representará o Brasil na etapa global. 

As duas equipes campeãs – UpFish (SP) e BubuDigital (PB) – foram anunciadas no dia 18 de maio, em evento realizado em Fortaleza (CE). Ao todo, 199 projetos foram inscritos na etapa brasileira – número superior ao da média global. A Microsoft Imagine Cup está em sua 15ª edição, e objetiva transformar projetos acadêmicos em potenciais startups de sucesso, em prol da solução de questões sociais contemporâneas. Neste ano, a etapa mundial do campeonato será realizada em Seattle (EUA), com a participação de 60 equipes de diversos países. A vencedora ganhará um prêmio de 100 mil dólares, destinados à capitalização e realização do projeto, além de assessoria e mentoria com o CEO da Microsoft, entre outras oportunidades. 

Elton Soares, aluno do Bacharelado em Neurociência da UFABC e um dos três integrantes da UpFish – ao lado de dois alunos da Unicamp – explica que o projeto da equipe é uma agritech, startup na área do agronegócio voltada à aquicultura (cultivo de peixes, camarões e outros organismos aquáticos para consumo humano). De acordo com ele, esse é o mercado de proteína animal que mais cresce no planeta, por reunir as vantagens de demandar menos recursos naturais – utiliza menos água e espaço produtivo, além de emitir menos gás carbônico – e oferecer grande quantidade de alimento para a população. 

Algumas das principais dificuldades, porém, são as altas despesas com ração (~70% de todo o custo operacional) e as altas taxas de mortalidade (~15%). A criação de um ambiente ideal de cultivo, diretamente relacionado à qualidade da água, é uma tarefa extremamente tecnológica, da qual a América Latina ainda carece. “Surgimos para quebrar essas barreiras. A nossa missão é empoderar o produtor rural através da tecnologia”, relata. “Nossa solução é uma integração de hardware e software: um aplicativo web que serve como suporte para o produtor armazenar as variáveis medidas da água, gerando relatórios e instruções”. O hardware UpBox recebe dados de sensores instalados na água, envia-os para o software e, então, a partir de análises processadas por computação em nuvem, o produtor é instruído a corrigir a qualidade da água. As técnicas utilizadas permitem otimizar o uso da ração e reduzir a taxa de mortalidade, gerando uma economia de 15 a 35% em todo o processo. O impacto beneficia toda a cadeia mercadológica, por levar até o consumidor final um pescado de maior qualidade e preço mais acessível. 

“É um prazer enorme ver que todas as noites viradas e todo o esforço durante esses últimos quatro meses de startup se materializaram em cima daquele palco. Agora vamos manter a mesma chama para representar o Brasil na Final Mundial!”, comemora o aluno. 


imagine cup 2017 upfish
Equipe UpFish (créditos da imagem


Assessoria de Comunicação e Imprensa 

Registrado em: Notícias
Fim do conteúdo da página