Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Projeto viabiliza realização remota de experimentos da área de eletrônica
Início do conteúdo da página

Projeto viabiliza realização remota de experimentos da área de eletrônica

Publicado: Quarta, 10 de Junho de 2020, 16h16

Seria possível ter acesso remoto a um laboratório da UFABC neste período de isolamento social? O projeto LabEAD, aprovado pelo Comitê UFABC contra o Coronavírus (Covid-19), tem vista essa possibilidade que poderá encurtar a distância entre os estudantes e os experimentos da área de eletrônica.

O trabalho conta com o apoio do Fundo Patrimonial Amigos da Poli (Escola Politécnica da Universidade de São Paulo) e é coordenado por nosso técnico de laboratório Fábio Hayashi e por Victor Hayashi, mestrando em Engenharia da Computação da Universidade de São Paulo. A iniciativa já envolve outros atores, como os técnicos Luan Alves Chaves, Daniel Demétrio Almeida e o professor Julio Carlos Teixeira, todos da UFABC.

A proposta consiste em apoiar experimentos analógicos, digitais e microprocessados, de modo que atividades práticas de cursos de Graduação possam ser realizadas durante o período de distanciamento social. Para tanto, as escolhas dos pesquisadores preconizam o uso de ferramentas de baixo custo, código aberto e melhores práticas para acesso remoto e videoconferência.

“Em linhas gerais, implementamos, com hardware facilmente encontrado e de baixo custo (Arduino), funcionalidades de osciloscópio e gerador de funções. Essas funções demandam equipamentos de R$300,00 até R$1000,00, enquanto as montagens desenvolvidas em nosso projeto custam menos de R$100,00”, destaca Victor.

Tais montagens permitem que um experimento muito comum em disciplinas práticas de laboratório de eletrônica, como o filtro de passa baixas, seja realizado a distância. Por meio da câmera de um computador, um circuito em teste a ele conectado com o auxílio de equipamentos de bancada é transmitido de forma síncrona aos estudantes que, por sua vez, acessam remotamente o laboratório da Universidade e executam procedimentos de acordo com as orientações apresentadas por um docente em videoconferência. Durante a realização do experimento, o responsável pela turma, juntamente com um técnico, pode acompanhar o trabalho efetuado pelos discentes em suas bancadas virtuais.

A expectativa é que sejam viabilizados pelo menos quatro experimentos diferentes para o apoio a uma disciplina de sensores e transdutores. "Agora conseguimos viabilizar experimentos com corrente alternada (antes só realizamos com corrente contínua), o que amplia bastante os tipos de experimentos que podemos montar. Fizemos com motor de um ventilador, e o próximo passo é realizar o experimento com motor na UFABC”, acrescenta o mestrando.

O grupo pretende disponibilizar todo o conteúdo em formato Open Source, de modo que outras instituições de ensino também possam se beneficiar do projeto. Na UFABC, busca ainda o apoio de outros docentes com os quais poderia contribuir para o planejamento de mais experimentos nesse campo.

Por fim, os coordenadores declaram não descartarem a possibilidade de ampliação do escopo da empreitada para além das áreas de eletrônica e computação, desde que haja material, bem como voluntários - estudantes e técnicos, inclusive -, que possam trabalhar e implementar propostas de acesso remoto a laboratórios de outras áreas do conhecimento.

Para saber mais sobre o projeto LabEaD, assista ao vídeo abaixo:

-

#NósPeloBemComum

Assessoria de Comunicação e Imprensa

Registrado em: Notícias
Fim do conteúdo da página